Cotação do Dólar Hoje

O dólar americano é a moeda mais influente do mundo, diariamente a economia global gira entorno de sua cotação. Diferente do que ocorre com a maioria dos países que possuem individualmente cada um o seu próprio dinheiro, no caso desta moeda em específico, várias outras nações como Equador, Panamá, El Salvador, Timor-Leste e Micronésia também o adotaram como moeda local. Mas como, quando e onde foi que começou a história do dólar?

Origem

Haja tempo viu? Esqueça os dias de hoje, quando muitos buscam a cotação diariamente da moeda. voltando alguns séculos atrás, mais precisamente até o ano de 1776, havia a necessidade da criação de uma moeda com o objetivo de financiar a Guerra pela Independência da nação estadunidense e após essa guerra, que servisse para abastecer a demanda do mercado local. Após a identificação da necessidade, somente uma década após, no ano de 1786, as 13 colônias que até então formavam os Estados Unidos da América, aprovaram o dólar como a moeda corrente em âmbito nacional.

A origem do nome dado à moeda, em inglês dollar, vem da palavra thaler, que na época de sua criação era uma conhecida moeda de prata que já estava implementada em solo europeu no decorrer do século XV.

Enganam-se aqueles que pensam que o início da difusão e implementação do dólar americano foi fácil. À época, a legislação que governava a nação norte-americana não previa controle do Estado sobre o dinheiro, abrindo brecha para que até mesmo bancos locais pudessem, na melhor das palavras fabricar seu próprio dinheiro, sem nenhuma espécie de regulamentação governamental. Tamanha era a ingerência e falta de controle sobre o próprio dinheiro que os Estados Unidos eram vistos como ‘devedores de baixa credibilidade’ no cenário do mercado internacional. Nessa ocasião a moeda mais imponente e que despontava dominando o mundo era a inglesa e existente até o presente dia, libra esterlina. A cotação da moeda americana no cenário internacional era bastante depreciada.

Uma outra grande guerra a qual os Estados Unidos atravessaram, marcou a melhor gerência e administração ‘profissional’ do dólar. Você provavelmente já deve ter acertado: a Guerra de Secessão (1861). A partir do ano desta guerra, o Governo norte-americano foi quem de fato ‘deu as cartas’ na fabricação, distribuição e controle de sua moeda oficial e dois anos depois, em 1863, o sistema de pagamento do país que era totalmente descoordenado ficou sobre a gerência do National Banking Act.

 

Importância

Como você bem já pode observar, a situação ‘antiga’ da moeda era de muito descrédito, mas hoje você e o restante do mundo andam acompanhando diariamente a cotação do dólar americano. Quando foi que isso se deu? Ficaria surpreso se soubesse que mais uma vez, o que moveu a moeda e desta vez, o mundo inteiro a voltarem os olhos para os Estados Unidos da América foi uma Guerra? Neste momento, muito mais recente e bem após a sua criação, trata-se da Segunda Guerra Mundial.

Lembrando-se dos livros de história, você se deu conta que somente após sair como um dos vencedores e com a caótica situação na qual ficou o continente europeu, nascia alia a mais nova e consolidada super potência mundial, a nação estadunidense. Da Segunda Guerra para cá, mesmo após ter enfrentado algumas graves crises, os Estados Unidos se mantiveram à frente das outras nações no quesito de hegemonia. Não por acaso, sua moeda oficial está espalhada por todo o planeta. Já fez alguma compra com seu cartão de crédito internacional? A partir de qual moeda fizeram a conversão da cotação? O mundo é movidos pelos trilhões de dólares que circulam, no ano de 2006, segundo a editora Abril estimava-se que existia aproximadamente 44 trilhões de dólares ‘por aí’.

 

Curiosidades sobre o nome, cédulas e sua cotação

Origem do nome:

Como antes já fora dito, a origem do nome da moeda, do inglês dollar, se deu através do nome de uma outra moeda, de prata e que circulava pela cidade de Joachimsthaler e chamava-se thaler;

Real valendo mais que o dólar?

Embora no início do lançamento do real, a cotação moeda nacional permitisse que a mesma pudesse ser trocada a ‘1 por 1’, isto é, US$ 1 equivalia a R$1, essa foi uma medida que gerou desgaste na economia e manteve-se apenas por um dado espaço de tempo, o objetivo era que as empresas nacionais pudessem investir em tecnologia de ponta e adquirir maquinários e ferramentas do exterior para otimizar os processos de fabricação. Dito isto, é quase certo que nunca mais, a não ser em casos extremos um dólar volte a equivaler a um real, o valor das moedas tende a refletir a economia de suas respectivas nações;

As imagens dos ex-presidentes dos Estados Unidos nas cédulas em papel:

US$ 2 – Thomas Jefferson, US$ 5 -Abraham Lincoln, US$ 10 – Alexander Hamilton, US$ 20 – Andrew Jackson, US$ 50 – Ulysses Grant e na cédula de US$ 100 – Benjamin Franklin, que a julgar pelo valor da nota que lhe atribuíram, este ‘cara’ tem uma excelente cotação por lá, com o perdão do trocadilho.

*Curiosidade extra: a única mulher até hoje, que teve sua imagem presente em notas de dólar, foi a ex-primeira dama Martha Washington, nas cédulas impressas que circularam pelo país entre 1886-1891, neste período ela constava na nota de US$1.

Vida útil das cédulas

Um forte engano é acreditar que, embora sejam fabricadas pelo mesmo sistema e no mesmo material, os diferentes valores das cédulas de dólar possuam a mesma vida útil. Quanto menor o valor da cédula, maior o seu emprego e consequentemente é menor a sua durabilidade. Uma cédula de US$1 tem estimativa de duração entre 5 meses a 1 ano, enquanto as de US$ 100 costumam duram mais de 10 anos.

Droga no dinheiro

Isso mesmo! Estudos realizados em 2009 comprovaram que 90% das cédulas de dólar e também de Real, apresentam traços da presença de cocaína. Isto se dá devido ao fato de usuários fazerem uso das notas para inalar a substância.

Cotação do Dólar e do Euro hoje

Os Estados Unidos podem facilmente alterar a cotação do valor do dólar, através do Federal Reserve, que possui a mesma funcionalidade do nosso Banco Central. Ao ordenar a fabricação ou retirada de dólares de circulação do país, o Governo mantém o controle sobre a cotação da moeda e inflação.

A Casa da Moeda norte-americana fabrica aproximadamente 37 milhões de novas cédulas a cada dia, o equivalente a quase US$ 700 milhões de dinheiro novo entrando no mercado, de acordo com dados referente ao ano de 2017.

O status de moeda mais importante do mundo, adquirido pelo dólar segue firme e soberano, entretanto com o advento do euro e a sua quase total aceitação no velho continente, fez com que a libra, perdesse a ‘coroa’ de sua antiga glória passada. Mesmo na Europa, a moeda que já dominou o mundo é utilizada quase que exclusivamente pelos países que compõem o Reino Unido, gostou deste artigo?

Conheça a história e curiosidades das outras moedas:

História da libra esterlina e cotação de hoje;

História do bitcoin e cotação de hoje;

História do euro e cotação de hoje.

contato@cotacaodolareuro.com.br